quinta-feira, 6 de agosto de 2015

BASE AÉREA DE NATAL


A presença norte-americana na Base Aérea de Natal (BANT) foi um dos principais fatos históricos do Rio Grande do Norte, porém, ao contrário do que muitas pessoas imaginam não foram os americanos que criaram a instalação militar. A Fundação Rampa deu início a uma pesquisa e catalogação dos primeiros prédios que deram início da BANT. Hoje, a base área fica bem mais próxima da cidade de Parnamirim, contudo, na época esta cidade ainda não existia, por isso, Natal deu nome a unidade militar brasileira.

Contudo, o nome Parnamirim sempre foi utilizado. O “campo de Parnamirim” ou Parnamirim Field, como seria chamado pelos americanos, remonta à década de 20, quando os franceses escolheram Natal como rota do correio aéreo em passagem para Buenos Aires. 
Em julho de 1927, chega a Natal o francês Paul Vachet para implantar um aeródromo com intuito de atender as aeronaves da empresa aeropostal Latécoére, encontrando tal espaço a 17 quilômetros ao sul da capital. Em meados de outubro de 1927, chega ao campo de Parnamirim o primeiro vôo registrado, trazendo os pilotos Costes e Lê Brix, franceses que participavam de um raid internacional (quebra de recorde). Não eram da Latécoére, porém, seria a primeira vez que uma aeronave faria a rota África-Natal, sem escalas. O tão sonhado plano francês de unir Paris a Buenos Aires, por uma rota totalmente aérea, só ocorreria em 1930, quando Jean Mermoz partiu do Senegal, pousando em Natal com mala postal parisiense destinada a todos os locais da América do Sul. A linha opera até 1940, já denominada Air France, quando a França de rende aos alemães no período da Segunda Guerra Mundial

Quem sou eu

Minha foto
O POUCO COM DEUS É MUITO E O MUITO SEM DEUS É POUCO